Sim, por favor
Não, obrigado

Sociedade Orgânica

donate Books CDs HOME updates search contact

Favorecendo a Originalidade de Cada Célula Social

Plinio Corrêa de Oliveira

Para entender o que é uma célula social, consideremos as células de um organismo vivo, que podem ser vegetais, animais ou humanas. Tomemos o corpo humano composto de órgãos, cada um feito de tecidos perfeitamente ordenados para seu fim específico. O tecido cerebral, por exemplo, permite que o cérebro exerça sua função; da mesma forma para o coração, o fígado e assim por diante.

Cada um desses tecidos possui, por sua vez, células próprias. Cada célula tem, por assim dizer, sua individualidade, que é muito rica. As células que compõem o tecido são muito diferentes entre si. Cada um tem seus elementos constitutivos que o tornam indispensável para que aquele tecido cumpra sua função.

Cosmos

A sabedoria de Deus revelada na organização do universo também está presente nas células vivas
De vez em quando, ouço pessoas expressando admiração pelo imenso número de corpos celestes do universo. Eu concordo que a ordem de todos esses corpos revela a grande sabedoria de Deus. Mas acredito que o número de células que existem em um dado momento nos organismos vivos - vegetais, animais e humanas - é mais numeroso do que os corpos celestes. Para mim, visto que refletem a vida, falam mais da sabedoria de Deus do que da organização dos planetas.

Dentro de cada uma dessas células existem elementos indefiníveis que a diferenciam de outras do mesmo gênero. Cada uma tem o potencial de entrar em contato com outras células e a possibilidade de rejeitar ou aceitar essas conexões. Na verdade, as células estão em contínua interação entre si para manter o tecido daquele órgão saudável. Portanto, entre as células existe toda uma história de aceitações e rejeições; ora brigam, ora estão em paz, e esse processo torna a vida das células prodigiosamente dinâmica.

Considere, então, a riqueza de todo esse fenômeno e a maravilha da ordem que Deus estabeleceu entre todas essas células. Ele as arranjou de forma que, em vez de terminar no caos, eles produzissem ordem. Ele as criou de tal forma que o movimento cego de todos esses elementos sem inteligência concorre para alimentar uma realidade mais complicada, que é a vida.

A ordenação desse conjunto - células, tecidos e órgãos - forma a rica sinfonia de um organismo vivo. Essa ordenação é a matriz de uma sociedade orgânica.

Assim, uma verdadeira sociedade é composta por células, cada uma com a sua individualidade e originalidade, tendendo a fundir-se com as outras segundo estes princípios de originalidade. Os grupos formados por essas células também têm sua individualidade e originalidade únicas, como tecidos de órgãos vivos. E assim continua para todos os conjuntos humanos, sociedades e ramos da cultura.

A sábia regra que preserva o conjunto é não impor autoridade. Em vez disso, devem ser criadas condições para garantir a cada corpo minúsculo a possibilidade de cumprir sua individualidade, de desenvolver aquele apelo à ordem que tem dentro de si, sem ser comprimido, esmagado e triturado por aquilo que é superior a ele. Esta regra se aplica a todos os níveis de uma sociedade.

Quando essa regra é aplicada, a sociedade tem a estabilidade de um corpo são. Quando estamos com boa saúde, temos a impressão de que podemos viver para sempre. Uma impressão semelhante vem a uma sociedade que se estabelece seguindo este procedimento orgânico. Tem uma força extraordinária.

O papel do soberano

Qual é o papel do rei ou chefe de Estado em uma sociedade assim estabelecida? Ele é aquele que está tão sintonizado com o corpo que se identifica com o conjunto. Ele é o maestro que sabe usar a batuta para dirigir toda a orquestra para executar aquela sinfonia. Ele é o intérprete das boas tendências latentes nas profundezas da sociedade. Ele é o coordenador do bem. A força de seu poder vem precisamente da força da ordem na sociedade, da qual ele é a melhor expressão.

Isso não é poesia, mas tem uma grande beleza - não pelas palavras que estou usando, mas devido ao próprio tema. Sua beleza é a da criação, com a ordem e a hierarquia que Deus colocou nela, estabelecendo que a sociedade deve seguir aquelas mesmas regras de sabedoria que Ele usou.

Emperor Francis II and family

Francisco II (acima com sua família) - depois de ser derrotado, o povo o recebeu em homenagem; abaixo, Napoleão após ser derrotado por pouco escapou de ser linchado

Napoleon on his way to Elba
Se os senhores olharem atentamente para a Idade Média, verá que a ordem da sociedade era uma verdadeira sinfonia. Mesmo muito tempo depois do fim da Idade Média, ainda há um resíduo medieval que acredito ser bastante expressivo. Havia tanta harmonia entre o Soberano e o povo do Sacro Império Alemão que, quando o Imperador Francisco II foi derrotado em Austerlitz por Napoleão, em vez de recriminá-lo, o povo o recebeu em Viena com um banquete para consolá-lo pela derrota.

Este incidente reflete bem a atmosfera familiar que existia entre o Imperador e seu povo. Quando Napoleão ouviu falar desse episódio, ele comentou: “Isso é o que é um trono sólido!”

Ao contrário, o trono de Napoleão foi baseado apenas no sucesso de suas vitórias. De fato, assim que foi derrotado e deixou Fontainebleau, cruzando a França para ir ao seu primeiro exílio na Ilha de Elba, o povo Francês ficou tão indignado ao vê-lo que ele teve que se disfarçar de oficial Austríaco para não ser linchado.

O verdadeiro soberano busca o bem de cada célula, de cada tecido e de cada órgão da sociedade para ajudar cada um a chegar à sua perfeição, assim como o perfumista busca o melhor perfume nas diferentes flores que coleta.

Além de ser um excelente coordenador, ele também deve saber reprimir o que é ruim ou errado na sociedade. Quando algo começa a se mover em uma direção oposta à boa ordem, ele deve estar lá para reprimir, e fazer isso o mais rápido possível. Porque esta sociedade, que é tão sólida em muitos aspectos, é também muito vulnerável a certas chamas revolucionárias. Isso exige que o soberano esteja muito vigilante e alerta para qualquer mal emergente.

Este é o papel de um soberano Católico. Ele sente as aspirações daqueles que estão sob ele como uma parte de si mesmo. Ele foi formado para sentir isso, como uma espécie de lobo do mar, um homem que cresceu no mar e aprendeu todas as artes da navegação. Ele passou de marinheiro a oficial subalterno e subiu na hierarquia até se tornar comandante de navio, e assim conhece e compreende as necessidades de cada marinheiro ou oficial sob seu comando. Ele sabe como cada parte é por experiência pessoal e, portanto, ele interpreta a vontade de todos magnificamente.

Essa era a estrutura do feudalismo conforme existia na Idade Média. Esta é também a estrutura que Nosso Senhor Jesus Cristo escolheu para dar à Sua Igreja.

Postado em 28 de junho de 2021

Tradition in Action

Dr. Plinio Correa de Oliveira
Prof. Plinio
Sociedade Orgânica foi um tema caro ao falecido Prof. Plinio Corrêa de Oliveira. Ele abordou este tema em inúmeras ocasiões durante a sua vida - às vezes em palestras para a formação de seus discípulos, às vezes em reuniões com amigos que se reuniram para estudar os aspectos sociais e história da cristandade, às vezes apenas de passagem.

Atila S. Guimarães selecionou trechos dessas palestras e conversas a partir das transcrições das fitas e de suas anotações pessoais. Ele traduziu e adaptou-os em artigos para o site da TIA. Nestes textos, a fidelidade às ideias e palavras originais é mantida o máximo possível.

burbtn.gif - 43 Bytes


Tópicos relacionados de interesse


burbtn.gif - 43 Bytes   O que é a Sociedade Orgânica?

burbtn.gif - 43 Bytes  Um Élan de Perfeição Deve Existir em Todas as Classes

burbtn.gif - 43 Bytes  Como as Sociedades Intermediárias Participam no Poder do Estado

burbtn.gif - 43 Bytes  A Família Medieval e a Subsidiariedade

burbtn.gif - 43 Bytes  A Arte do Governo Orgânico

burbtn.gif - 43 Bytes  As sociedades perfeitas: Igreja e Estado

burbtn.gif - 43 Bytes  O que é a Res Publica?

burbtn.gif - 43 Bytes  A Realeza de Cristo Rei


burbtn.gif - 43 Bytes


Trabalhos relacionados de interesse


A_tertullian.gif - 23384 Bytes
C_RCRTen_R.gif - 6810 Bytes

A_ff.gif - 33047 Bytes

C_CatWay_R.gif - 6561 Bytes
Button_Donate.gif - 6240 Bytes

C_Myth_R.gif - 6892 Bytes




Sociedade Orgânica  |  Sócio-política  |  Início  |  Livros  |  CDs  |  Procurar  |  Contacte-nos  |  Doar

Tradition in Action
© 2018-    Tradition in Action do Brasil   Todos os Direitos Reservados