Festas de Nossa Senhora

donate Books CDs HOME updates search contact

Nossa Senhora do Perpétuo Socorro - 27 de Junho

Prof. Plinio Corrêa de Oliveira

A devoção a Nossa Senhora do Perpétuo Socorro nasceu na Ilha de Creta. Isso explica a influência Bizantina que se nota na imagem. As pessoas representadas neste quadro podem chocar a sensibilidade moderna acostumada a santos representados com os rostos de bonecos. Esta foto foi feita em tempos diferentes e é muito expressiva.

A devoção a Nossa Senhora do Perpétuo Socorro foi difundida na Igreja pelos padres redentoristas. É uma invocação muito bonita, pois expressa a misericórdia invariável de Nossa Senhora para conosco. Perpétuo socorro significa uma assistência, um ato de misericórdia, um ato de piedade ininterrupto para conosco que nunca cessa. A palavra nunca significa que esta assistência não cessará em nenhum lugar, a nenhuma hora ou por nenhum motivo. Ou seja, mesmo que uma pessoa esteja na pior situação possível, Nossa Senhora sempre ajudará quem quer que peça a ela.

Our Lady of Perpetual Help

Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

A imagem, como os Srs. vêem, tem um fundo dourado. Estes fundos de ouro sem adornos foram caracteristicamente utilizados em pinturas do antigo Império Romano do Oriente e durante parte da Idade Média. Os Anjos músicos de Fra Angelico, por exemplo, têm fundos de quadro dourados. O fundo dourado era usado quando pessoas muito importantes eram pintadas. A arte Ocidental normalmente coloca um grande dignitário em uma cadeira ornamentada, em uma sala elegante, ao lado de uma janela graciosamente drapeada ou em uma bela cena ao ar livre. A mentalidade Oriental prefere colocá-los fora do tempo, imersos em plena glória, isto é, com um fundo dourado.

O ouro, portanto, representa a glória de Nossa Senhora como Rainha do Céu. Ela tem um halo em volta da cabeça, que também é dourado, assim como o Divino Infante. Sobre o halo há uma coroa de ouro incrustada de pedras preciosas. As coroas de Nossa Senhora e do Menino Jesus têm uma forma semelhante. A base de cada uma fica perto da cabeça, tem um aro fino e é encimada por desenhos requintados e elaborados. Na borda rubis estão incrustados, na camada intermediária de arcos ornamentados são safiras e, no nível mais alto, há uma fileira que parece ser de esmeraldas ou diamantes. A coroa do Menino segue o mesmo padrão.

Nossa Senhora está vestindo um manto azul escuro que cobre seus ombros e cabeça. Abaixo da coroa e acima de sua testa há uma estrela refulgente feita de pedras preciosas; à esquerda, há um desenho dourado que parece uma estrela ou uma cruz.

Se os Srs. observarem com cuidado, verão que Nossa Senhora está usando uma túnica vermelha sob o manto azul. O vermelho aparece em seu pescoço e nas extremidades de suas mangas. Esta túnica vermelha está encimada em seu pescoço por um excelente colar de diamantes.

O Menino Jesus está sentado no braço esquerdo de Nossa Senhora. Ele descansa confortavelmente em seus braços, como uma criança que está muito acostumada a estar perto de sua mãe e gosta de estar lá. Ele está, no entanto, distraído por outra coisa para a qual ele volta seus olhos. Na minha opinião, o artista cometeu um erro representando o Menino. Ele parece mais um menino de sete ou oito anos do que um bebê que deveria ser carregado nos braços de sua mãe. A propósito, esta imagem não é considerada uma obra de arte. É considerada um excelente trabalho de piedade com alguns pontos artísticos muito bons e alguns defeitos.

O Menino tem um cinto rosa com uma túnica esverdeada. Ele também tem um manto que cai naturalmente perto da mão esquerda de Nossa Senhora, fazendo várias pregas lindamente dobradas. Quase todas as pregas da foto me parecem muito bem colocadas e naturais.

Há dois anjos apresentando ao Infante os instrumentos da Paixão; à esquerda, um Anjo com uma túnica vermelha e um manto verde mostra-lhe a lança e o fel, à direita, um Anjo vestindo uma túnica vermelha mostra-lhe uma cruz de três braços.

O que pode ser dito sobre tudo isso?

A detail from Our Lady of Perpetual Help

Acima, as características de Nossa Senhora são muito expressivas; abaixo, a posição das mãos simboliza sua dependência dela

A detail of the Child Jesus from the painting of Our Lady of Perpetual Help
As características de Nossa Senhora são muito expressivas. A imagem tem uma atitude muito maternal. Ela é uma Mãe que segura seu Filho com uma intimidade extraordinária e uma afeição notável. Mostra a familiaridade de Nossa Senhora com o Deus-Homem. Ao mesmo tempo, ela tem um olhar profundamente recolhido que transmite o respeito e a veneração que Ela tem por Ele. Ela está rezando para Ele enquanto o segura. Ela está certa de que está segurando Deus Encarnado em seus braços.

Partes do rosto de Nossa Senhora não estão bem pintadas. Seu pescoço parece um pouco rígido demais. A boca é delicada, mas o nariz é talvez um pouco longo demais. Estes são alguns pontos que não permitem que esta imagem seja considerada uma obra de arte perfeita. Mas são defeitos secundários, porque uma arte autêntica está presente na expressão recolhida de seu rosto, em sua pose nobre e no afeto revelado pela postura.

A imagem é rica em simbolismo. O manto azul escuro representa a maternidade, enquanto a túnica vermelha simboliza a virgindade. Portanto, usando vermelho e azul o pintor mostra que ela é Mãe e Virgem. É uma maneira delicada de insinuar o milagre de sua virgindade antes, durante e depois do parto.

Para mim, o simbolismo mais tocante é o gesto do Menino segurando a mão de Nossa Senhora. Sua mão direita está por trás de seu polegar e sua mão esquerda dentro da mão dela de uma maneira que dá a mão de Nossa Senhora controle sobre as mãos de Deus Menino. Simbolicamente, alguém que segura as mãos de outro o detém inteiramente. Assim, este modo de apresentar as mãos do Infante expressa que Ela pode fazer tudo o que quer com Ele; tudo o que Ela pede Ele concorda; expressa o poder de sua oração. Com muita felicidade, o artista representou a dependência do Menino-Deus em relação Nossa Senhora.

Uma característica desse ícone Bizantino é que, embora o simbolismo seja muito rico, ele não diz o mesmo a todos. Os símbolos estão aí para serem descobertos por aqueles que os analisam e os contemplam.

A silver plated icon of Our Lady of Perpetual help

Um ícone prateado de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

Os dois Anjos representam a Paixão que o Menino terá de enfrentar. Eles estão profetizando a Paixão para Ele. Ou seja, somos convidados a ver Nele o Redentor do gênero humano, Aquele que foi esperado pelos Profetas para salvar a humanidade.

Há também um detalhe muito pitoresco: é a sandália pendurada no pé direito do Menino por apenas um cordão. Simboliza o pecador que ainda está ligado a Nosso Senhor por um último fio: a devoção a Nossa Senhora.

As iniciais gregas no topo de cada lado da coroa representam “Mãe de Deus.” As iniciais sobre o anjo no canto superior esquerdo dizem “São Miguel Arcanjo,” à direita,“São Gabriel Arcanjo.” Sob o anjo à direita estão as iniciais gregas de “Jesus Cristo.”

A estrela no véu de Nossa Senhora indica que ela é a Estrela do Mar, a guia nesta vida para levar todos que desejam ao porto do Céu.

Vamos sempre pedir a Nossa Senhora que nos proteja com sua ajuda e sua misericórdia perpétua.


Tradition in Action



j000 SD Dr. Plinio.gif - 9040 Bytes
Prof. Plinio Corrêa de Oliveira
A secção Santo do Dia apresenta trechos escolhidos das vidas dos santos baseada em comentários feitos pelo Prof. Plinio Corrêa de Oliveira. Seguindo o exemplo de São João Bosco que costumava fazer comentários semelhantes para os meninos de seu Oratório, cada noite Prof. Plinio costumava fazer um breve comentário sobre a vida dos santos em uma reunião para os jovens para encorajá-los na prática da virtude e amor à Igreja Católica. TIA do Brasil pensa que seus leitores poderiam se beneficiar desses valiosos comentários.

Os textos das fichas bibliográficas e dos comentários vêm de notas pessoais tomadas por Atila S. Guimarães de 1964 até 1995. Uma vez que a fonte é um caderno de notas, é possível que por vezes os dados bibliográficos transcritos aqui não sigam rigorosamente o texto original lido pelo Prof. Plinio. Os comentários foram também resumidos e adaptados aos leitores do website de TIA do Brasil.



Santo do Dia  |  Início  |  Livros  |  CDs  |  Procurar  |  Contacte-nos  |  Doar

Tradition in Action
© 2018-   Tradition in Action do Brasil    Todos os Direitos Reservados