Sociedade Orgânica

donate Books CDs HOME updates search contact

Uma Sociedade participativa

Plinio Corrêa de Oliveira

Uma sociedade participativa é aquela sem a tendência de concentrar todo o poder, prestígio, influência e dinheiro nas mãos de poucos, com todos os outros tendo pouco ou nada, como as sociedades de quase todos os estados pagãos até a vinda de Nosso Senhor Jesus Cristo.

India Misery

Uma miséria milenar na Índia é uma consequência da falta de uma sociedade orgânica
Mesmo após a Encarnação e Redenção da humanidade, muitas sociedades continuaram a seguir esse padrão pagão - até hoje. Por exemplo, a Índia - na medida em que não está imitando o Ocidente - não é uma sociedade participativa. Por um lado, há um Marajá morando em um palácio dos sonhos e, por outro, a população que o rodeia sentado na terra, observando as vacas sagradas passarem, proibidas de tocá-las. Eles vivem nessa situação de servidão, ignorância e miséria há mil anos. Deste povo não surge uma dinastia.

Por outro lado, a sociedade participativa é um corpo vivo com uma hierarquia que tende a aumentar proporcionalmente em todas as partes do corpo social, material e espiritual. Quanto maior a diferenciação, maior a riqueza, honras, poder e influência de todo o corpo.

Isso acontece de tal maneira que se pode dizer que um lenhador é o rei de sua família, assim como se pode dizer que o próprio Rei compartilha características do povo. O Rei tem o prazer de ser chamado de pai dos pais, assim como o lenhador fica feliz em ser chamado de rei de sua família.

Se o Rei passasse por uma reunião em que o patriarca de uma família de sapateiros estivesse contando às crianças a história de sua família, o Rei nunca pensaria em rir e dizer: “Como é ridículo esse homem fingir ter uma dinastia de sapateiros. Dinastias são apenas para nós, os nobres.” O oposto era verdadeiro. O Rei parava e se interessava em conhecer os ricos detalhes dessa história.

Toda família antiga e modesta tinha seu livro de história da família relatando os eventos de sua existência simples: “Nesse dia, nossa pequena Joana caiu da escada e quebrou o dedo, e não parava de chorar. Minha esposa Christina lembrou-se de um antigo remédio de sua avó que usava teias de aranha e o aplicou no dedo da criança que sofria, que parou de chorar. Logo ela se recuperou e conseguiu ajudar novamente nas tarefas domésticas.”

Esse pequeno episódio entrou na história da família. Anos depois, eles leram essa história uma noite em volta da lareira. Joan seria uma jovem agora, e eles se regozijariam juntos, lembrando a rapidez com que seu dedo curou. Alguém sugeriu que uma erva fosse incluída no remédio, caso seja necessária para futuros incidentes.

Cobbler workshop

Um sapateiro com sua família está à vontade servindo um magistrado
Essa crônica familiar, escrita pelo chefe da família e lida em voz alta às vezes, era um fator de unidade para a família e afirmava suas próprias características e costumes especiais. Também proporcionou prazer e entretenimento para a família.

Alguém pode me dizer: "Eu me divirto mais assistindo televisão." Eu sei disso. A mesma pessoa também poderia dizer que considerava ainda mais divertido sair atrás de mulheres. Mas esses não são prazeres para os católicos. Não devemos beber desses copos.

Às vezes, essas crônicas relatavam os grandes eventos que a família testemunhou. Imaginemos uma entrada que poderia muito bem ter sido registrada no livro de uma família de camponeses no norte da França. O pai escreveria:

“Uma noite, no final de janeiro, minha família estava reunida e alguém bateu na porta. Abri a pequena janela da porta para perguntar quem estava lá. Um homem de capa elegante me disse: 'Venho até você por parte do Rei da Escócia, que desembarcou na praia vizinha. Ele teve que fugir de uma revolução que o depôs, e seu navio o levou para a França. Ele precisa de abrigo e informações sobre o melhor caminho a seguir para Paris, onde o Rei da França o convidou para ficar.’

“Como ninguém sabia onde era a Escócia, convidei o homem a entrar e explicar para nós. O homem nos disse que minha casa era a primeira casa com uma luz que ele havia encontrado, e então ele bateu à nossa porta.

“Preparamos rapidamente uma cadeira para o Rei e eu fui ao ar livre para recebê-lo em nossa casa. Depois que ele entrou, nós lhe servimos um forte vinho quente misturado com mel e especiarias, porque era uma noite muito fria. Ele também comeu algumas conservas que lhe oferecemos. Os membros de nossa família o serviram com o maior respeito, tentando tornar sua curta estadia o mais agradável possível. Meus dois filhos caíram de joelhos em admiração diante daquele alto nobre sentado em nossa modesta casa.

“O Rei gentilmente perguntou sobre nossa família e trabalho, e continuou conversando conosco por algum tempo. Depois de cear e descansar, agradeceu-nos com grande solenidade, levantou-se e saiu de casa. Antes de ir embora, ele colocou cinco moedas de ouro na minha mão. Mais tarde, percebi que sua efígie estava estampada nessas moedas.”

Entendemos que um episódio como esse se tornaria parte da tradição familiar por muito tempo. Se as gerações futuras dessa mesma família lessem a história 100 anos depois, ela ainda teria um gosto e encanto especiais.

Family banquet

Uma extensa família em Milão desfruta de um banquete simples após a caçada

Ofereço este exemplo imaginário para mostrar o quão rica e duradoura as tradições de uma única família podem ser. Esse tipo de continuidade familiar leva à criação de uma pequena dinastia que dura muitas gerações.

Quando um grupo de famílias assim vive próximo, temos a germinação de um pequeno município. Muitos desses municípios constituem uma província e muitas províncias, um Reino. O todo constitui uma sociedade hierárquica cheia de vida, onde cada parte tem sua própria personalidade marcada.

Esse cenário retrata uma nação como um conjunto de diferentes organismos intermediários entre o indivíduo e o Estado. Isso constitui a essência do caráter hierárquico de uma sociedade orgânica, com seu caráter participativo intrínseco.

Depois de muitos séculos, pode acontecer que uma antiga família de lenhadores tenha muitos membros e parentes, e seu patriarca exerça uma influência considerável em seu condado. Essa família é uma força social e política. A sua vida e existência, o seu cuidado em preservar as suas tradições particulares, dão-lhe uma voz que influencia as decisões do município. É a participação de uma família modesta que elogiamos e defendemos, nascida de uma hierarquia orgânica.

Postado em 25 de novembro de 2019

Tradition in Action

Dr. Plinio Correa de Oliveira
Prof. Plinio
Sociedade Orgânica foi um tema caro ao falecido Prof. Plinio Corrêa de Oliveira. Ele abordou este tema em inúmeras ocasiões durante a sua vida - às vezes em palestras para a formação de seus discípulos, às vezes em reuniões com amigos que se reuniram para estudar os aspectos sociais e história da cristandade, às vezes apenas de passagem.

Atila S. Guimarães selecionou trechos dessas palestras e conversas a partir das transcrições das fitas e de suas anotações pessoais. Ele traduziu e adaptou-os em artigos para o site da TIA. Nestes textos, a fidelidade às idéias e palavras originais é mantida o máximo possível.

burbtn.gif - 43 Bytes


Tópicos relacionados de interesse


burbtn.gif - 43 Bytes   A formação orgânica de uma região

burbtn.gif - 43 Bytes   Diferentes tipos de nobreza

burbtn.gif - 43 Bytes   A cidade e sua nobreza

burbtn.gif - 43 Bytes   Todas as classes deveriam ter elites

burbtn.gif - 43 Bytes   Restaurando uma economia fechada

burbtn.gif - 43 Bytes   São Tomás contra o distributismo

burbtn.gif - 43 Bytes   Distributistas enganando sua audiência sobre o capitalismo

burbtn.gif - 43 Bytes   A Um manifesto distributista temperado com o comunismo

burbtn.gif - 43 Bytes   Socialismo e distributismo em roupa Católica


burbtn.gif - 43 Bytes


Trabalhos relacionados de interesse


A_civility.gif - 33439 Bytes
A_courtesy.gif - 29910 Bytes

A_family.gif - 22354 Bytes



Sociedade Orgânica  |  Sócio-política  |  Início  |  Livros  |  CDs  |  Procurar  |  Contacte-nos  |  Doar

Tradition in Action
© 2018-    Tradition in Action do Brasil   Todos os Direitos Reservados